Melhores Livros de Chimamanda Ngozi Adichie

Os livros de Chimamanda Ngozi Adichie ainda não se tornaram tão populares quanto poderiam ser. Infelizmente, esse é o tipo de literatura que muitas vezes fica escondida por trás de outras obras.

De qualquer forma, essa escritora conseguiu alcançar um grande marco e, os seus livros vêm fazendo grande sucesso no Brasil e em diversas partes do mundo.

Isso provavelmente se deve às temáticas profundas de que ela trata e aos ensinamentos que procura passar aos seus leitores.

E é justamente isso que cativa as pessoas e faz com que elas sempre retornem e busquem mais um livro da mesma autora.

Entre os principais ensinamentos que ela passa aos seus leitores, está a questão que considerar apenas um ponto de vista da história pode ser bastante perigoso.

Além desse ensinamento, as obras dela estão carregadas de muitos outros. Então, te aconselho se dedicar a conhecer os melhores livros de Chimamanda Ngozi Adichie e aprender muito com eles.

Melhores Livros de Chimamanda Ngozi Adichie de 2022

Hibisco RoxoHibisco roxoO Livro Mais Lido de Chimamanda Ngozi Adichie54% OFFR$ 26,90 na Amazon
AmericanahAmericanahLivro Mais Aclamado de Chimamanda Ngozi Adichie45% OFFR$ 39,80 na Amazon
No Seu PescoçoNo seu pescoçoMelhor Livro de Chimamanda Ngozi Adichie Sobre Imigração49% OFFR$ 26,79 na Amazon
Meio Sol AmareloMeio sol amareloUma História Emocionante, que Arranca Lágrimas42% OFFR$ 44,90 na Amazon
O Perigo de Uma História ÚnicaO perigo de uma história únicaA palestra de Chimamanda Ngozi Adichie que virou livro32% OFFR$ 23,85 na Amazon
Notas-Sobre-o-LutoNotas sobre o lutoUm Livro Intenso e Necessário Sobre Perdas e Como Lidar com Elas49% OFFR$ 17,90 na Amazon
Sejamos Todos FeministasSejamos todos feministasMelhor Livro de Chimamanda Ngozi Adichie Sobre a Diferença de Gêneros47% OFFR$ 18,59 na Amazon
Para Educar Crianças FeministasPara educar crianças feministasUm Guia Sobre Como Educar os Filhos Para Serem Igualitários72% OFFR$ 9,90 na Amazon
The Visit (Black Stars)The Visit (Black Stars)Uma Visão Diferente Sobre Como o Mundo Poderia SerR$ 10,36 na Amazon

Quem é Chimamanda Ngozi Adichie?

Chimamanda Ngozi Adichie nasceu na Nigéria, no estado de Anambra, no dia 15 de setembro de 1977 e, é conhecida como um dos maiores expoentes da literatura internacional nos dias atuais.

Feminista declarada, é uma das maiores autoras jovens, que atrai cada vez mais os olhares de jovens leitores para a escrita africana.

Quando jovem, ela viveu sobretudo na cidade de Nsukka, localizada na porção sudeste da Nigéria. Lá se localiza a Universidade local.

Inclusive, o motivo de ela viver lá era o trabalho do seu pai, James Nwoye Adichie, que lecionava a disciplina de estatística. A mãe também conseguiu um emprego no setor administrativo da Universidade.

Seguindo o vínculo dos seus pais, Chimamanda começou a estudar no curso de medicina e farmácia, o qual frequentou por pouco mais de um ano.

Ao mesmo tempo, ela ocupou o cargo de editora na revista The Compass, que ficava sob supervisão dos alunos do curso de medicina.

No entanto, com dezenove anos, ela tomou uma decisão importante em sua vida, mudando-se para os Estados Unidos para cursar comunicação e ciências políticas na Universidade de Drexel, localizada na Filadélfia.

Visando estar mais próxima da sua irmã, a jovem optou por continuar o curso na Universidade de Connecticut.

Depois da graduação, Chimamanda concluiu o mestrado pela Universidade Johns Hopkins de Baltimore, no ano de 2003.

Em 2008, recebeu o título de mestre de artes em estudos africanos, concedido a ela pela Universidade de Yale.

No entanto, a jovem não ficou tão conhecida pelos seus títulos, mas sim pelos livros que escreveu.

No ano de 2003, aos 26 anos, saiu a publicação da sua primeira obra, intitulada “Hibisco Roxo”, que é muito aclamada até os dias atuais.

Pouco tempo mais tarde foi a vez de “Meio Sol Amarelo” de fazer o maior sucesso. E ambos conferiram a ela grande parte do sucesso internacional, além de premiações em vários locais.

No entanto, a premiação mais importante da sua carreira, o National Book Critics Circle Award, de 2013, veio graças à obra “Americanah”.

Quais são os melhores livros de Chimamanda Ngozi Adichie?

Esses são apenas os principais livros de Chimamanda Ngozi Adichie, mas existe muito mais que vale a pena você conhecer. Então, acompanhe os próximos tópicos para saber quais são eles.

1. Hibisco Roxo

O Livro Mais Lido de Chimamanda Ngozi Adichie

Hibisco roxo

  • Editora: ‎Companhia das Letras; 1ª edição (1 janeiro 2011)
  • Idioma: ‎Português
  • Capa comum: ‎328 páginas

Esse é, sem dúvidas, um dos melhores livros de Chimamanda Ngozi Adichie, que coloca o leitor em contato com a protagonista Kambili.

A jovem nigeriana é também narradora dessa história e descreve claramente a forma como o extremismo religioso do pai interfere diretamente na sua vida e de toda a família.

Eugene é um homem de negócios muito influente, controlador e, que tem uma religiosidade exagerada.

Defendendo os padrões comuns da cultura branca com influência europeia, ele critica a cultura e a religiosidade negra, bem como os principais costumes pagãos desse povo.

E é justamente em meio a esse conflito que a personalidade e as ideias de Kambili amadurecem. Ela passa a descobrir muitas coisas sobre a vida, humanidade e as relações entre as pessoas e culturas.

Nessa obra, a autora elaborou uma narrativa riquíssima, com a intenção de mostrar ao mundo o quanto o imperialismo europeu foi prejudicial para o continente africano.

A principal consequência disso, é a sensação de não pertencimento das sociedades oprimidas e o distanciamento dos seus habitantes em relação à sua própria cultura.

2. Americanah

Livro Mais Aclamado de Chimamanda Ngozi Adichie

Americanah

  • Editora: ‎Companhia das Letras; 1ª edição (25 agosto 2014)
  • Idioma: ‎Português
  • Capa comum: ‎520 páginas

Americanah é o livro mais aclamado de Chimamanda Ngozi Adichie, no qual a autora passeia por diversos locais e várias épocas.

Ao longo da narrativa, ela mostra a história de Ifemelu, iniciando pela adolescência da garota e, mostrando o seu amadurecimento.

A história tem início na década de 1990, período em que ocorrem várias paralisações e manifestações nas universidades da Nigéria.

Diante disso, a garota decide se mudar para os Estados Unidos. Chegando na América, ela começa a descobrir muitas coisas novas.

E o mais importante de tudo é que se depara com uma versão totalmente nova e diferente de si mesma.

Mas nem tudo é tão perfeito e, a jovem tem que encarar os seus maiores desafios, sobretudo o de ser imigrante, mulher, e também negra.

Dessa forma, a autora trata aqui de diversas temáticas diferentes, conseguindo abordar várias formas de preconceito e os principais desafios de alguns grupos oprimidos.

Tudo isso em uma obra muito envolvente e bem escrita, de leitura simples e fluida, que vale a pena você conhecer.

3. No Seu Pescoço

Melhor Livro de Chimamanda Ngozi Adichie Sobre Imigração

No seu pescoço

  • Editora: ‎Companhia das Letras; 1ª edição (25 julho 2017)
  • Idioma: ‎Português
  • Capa comum: ‎256 páginas

Esse é mais um entre os melhores livros de Chimamanda Ngozi Adichie, que traz como temática principal a questão da imigração.

Juntamente a isso, a autora coloca também outros temas, como os conflitos religiosos e a desigualdade entre as raças.

Secundariamente, muito se fala aqui também sobre relações e conflitos familiares. Tudo isso descrito usando-se estratégias convencionais de narrativa, e também muita coisa do experimentalismo.

O conto que carrega o nome do livro, é narrado em segunda pessoa e, parte de uma perspectiva individual, até chegar ao nível universal.

Essa é uma excelente estratégia para colocar o leitor em uma situação de empatia com o próximo, algo que muitas vezes falta nos dias atuais.

4. Meio Sol Amarelo

Uma História Emocionante, que Arranca Lágrimas

Meio sol amarelo (Nova capa)

  • Editora: ‎Companhia das Letras; 1ª edição (26 abril 2017)
  • Idioma: ‎Português
  • Capa comum: ‎504 páginas

Essa é uma das histórias mais complexas e tristes escritas por Chimamanda Ngozi Adichie, onde a autora dá vida aos sentimentos mais profundos.

Basicamente, essa narrativa conta a história de Ollana, uma jovem pertencente à alta classe social na Nigéria.

Então, ela inesperadamente se apaixona por um professor universitário envolvido na luta pela instauração do estado independente de Biafra.

Em meio a isso existe também o menino Ugwu, que mora em uma aldeia e se desloca a trabalho até Odenigbo.

Assim como as demais obras de Chimamanda, essa também tem uma escrita fantástica. Além disso, esse é um livro cheio de encanto, poesia e emoções.

Mas você deve estar preparado para uma história bem triste, que pode te arrancar algumas lágrimas.

Conheça aqui outras obras que, assim como esse, também são livros baseados em histórias reais.

5. O Perigo de Uma História Única

A palestra de Chimamanda Ngozi Adichie que virou livro

O perigo de uma história única

  • Editora: ‎Companhia das Letras; 1ª edição (12 agosto 2019)
  • Idioma: ‎Português
  • Livro de bolso: ‎64 páginas

Esse é um dos melhores livros de Chimamanda Ngozi Adichie, que na verdade é resultado da compilação das informações contidas na sua palestra do TED Talk, de 2009.

De maneira simples e direta, a jovem mostra que pode ser extremamente perigoso o apego a apenas uma visão dentro de uma narrativa, qualquer que seja ela.

Para exemplificar isso, ela fala sobre a sua própria vida e as coisas que viveu. Basicamente, ela defende a ideia de que o conhecimento se constrói ao longo da vida.

E, quanto mais narrativas diversas uma pessoa tiver, mais ela conseguirá compreender um assunto, qualquer que seja ele.

Diante disso, é fundamental consultar diversas fontes de conhecimento, bem como selecionar muito bem as informações processadas.

A ideia apresentada nessa palestra é tão poderosa e, faz tanto sentido, que ela continua sendo uma das de maior sucesso do TED Talk, mesmo passados mais de 10 anos.

6. Notas Sobre o Luto

Um Livro Intenso e Necessário Sobre Perdas e Como Lidar com Elas

Notas sobre o luto

  • Editora: ‎Companhia das Letras; 1ª edição (14 maio 2021)
  • Idioma: ‎Português
  • Capa comum: ‎144 páginas

Entre os melhores livros de Chimamanda Ngozi Adichie, encontramos esse que traz uma temática diferente, mas muito importante para qualquer pessoa: o luto.

Todas as pessoas precisam compreender esse sentimento e saber qual é a melhor maneira de lidar com ele.

Para falar sobre isso, Chimamanda usa como exemplo a morte do próprio pai e, fala sobre o quanto a memória é importante aqui.

A esperança de todos os que permanecem vivos também é essencial para que a vida possa seguir.

E vale salientar que essa é uma obra que foi escrita depois que o seu pai faleceu em junho de 2020, durante o ápice da pandemia de Covid-19.

Aqui ela usa de todo o sentimentalismo e transforma a dor da perda em um relato belíssimo, que fala muito mais sobre lembranças e resiliência.

Nessa obra ela usa a experiência da perda do seu pai, um bravo sobrevivente da Guerra de Biafra, para ajudar outras pessoas a lidarem com a perda.

Assim, em poucas páginas ela é capaz de comover e fazer observações essenciais sobre um dos principais sentimentos inerentes à humanidade.

7. Sejamos Todos Feministas

Melhor Livro de Chimamanda Ngozi Adichie Sobre a Diferença de Gêneros

Sejamos todos feministas

  • Editora: ‎Companhia das Letras; 1ª edição (18 fevereiro 2015)
  • Idioma: ‎Português
  • Livro de bolso: ‎64 páginas

Um dos melhores livros de Chimamanda Ngozi Adichie não poderia deixar de falar sobre a questão da desigualdade entre os gêneros.

Afinal de contas, a própria autora se declara feminista e luta pela igualdade de direitos entre homens e mulheres em todo o mundo.

O foco nessa obra é a questão cultural que existe por trás do machismo, de modo que as pessoas são julgadas apenas com base no seu gênero.

O livro é curto, mas profundo e extremamente importante. Baseado em uma palestra TEDx, ele foi escrito para provocar uma profunda reflexão no leitor.

Mas não se preocupe, esse livro não é uma nota de repúdio aos homens. Pelo contrário, ele preza pela igualdade realmente.

8. Para Educar Crianças Feministas

Um Guia Sobre Como Educar os Filhos Para Serem Igualitários

Para educar crianças feministas

  • Editora: ‎Companhia das Letras; 1ª edição (24 fevereiro 2017)
  • Idioma: ‎Português
  • Livro de bolso: ‎96 páginas

“Sejamos todos feministas” foi um dos livros de maior sucesso de Chimamanda Ngozi Adichie, que conquistou leitores em todo o mundo.

Por isso, a autora teve a grande ideia de elaborar uma espécie de guia parental, que ajudasse os pais a educarem os seus filhos com base em uma mentalidade mais adequada à igualdade de gênero.

A obra é escrita na verdade na forma de um manifesto, no qual a autora trata de quinze questões importantes sobre como se deve criar os filhos com uma visão feminista de mundo.

Basicamente, o leitor se depara aqui com uma carta da autora para uma amiga querida que acabou de dar à luz a uma menina.

Assim, pouco a pouco vão se revelando conselhos e ensinamentos que visam contribuir com a formação social da criança.

E tudo tem início pelos próprios pais, que devem dividir de forma igualitária as tarefas domésticas e de cuidados com os filhos.

Mas a autora deixa bem claro que, infelizmente, a humanidade ainda tem um longo caminho pela frente antes de conseguir chegar à igualdade real entre os gêneros.

9. The Visit (Black Stars)

Uma Visão Diferente Sobre Como o Mundo Poderia Ser

The Visit (Black Stars) (English Edition)

  • Editora: ‎Amazon Original Stories (31 agosto 2021)
  • Idioma: ‎Inglês
  • Formato: eBook Kindle 6.685 KB

Esse é um entre os melhores livros de Chimamanda Ngozi Adichie, mas que foge um pouco sobre a temática tradicional dos demais.

Como parte de uma coleção do gênero de ficção escrita por autores negros, esse é um conto muito interessante.

Na narrativa, um poderoso matriarcado se instalou, alterando completamente as regras no mundo e a forma de as pessoas pensarem.

Em meio a esse cenário, ocorre o reencontro de dois amigos. Obinna é um ótimo pai, marido de uma mulher poderosa.

Por outro lado, Eze é um homem solteiro, que entra na vida de Obinna e começa a provocar problemas.

Mas isso acontece em um tempo onde os homens são constantemente vigiados e, devem satisfazer as principais vontades das mulheres mais poderosas.

Conclusão

Os melhores livros de Chimamanda Ngozi Adichie são obras incríveis, que possuem como principal foco o feminismo e o protagonismo das mulheres nas suas próprias vidas.

Entretanto, essas não são obras exclusivas para mulheres, visto que tratam de assuntos com alto nível de profundidade.

Sendo assim, todas as pessoas deveriam ter contato com esses escritos e os ensinamentos que eles carregam.

Além disso, a literatura africana ainda é pouco explorada e reconhecida, sendo Chimamanda Ngozi Adichie uma ponte entre os escritores do seu país natal e o mundo.

Então, não deixe de incluir alguns dos melhores livros de Chimamanda Ngozi Adichie na sua lista de próximas leituras. Com certeza você não vai se arrepender.

Sobre o Autor: Fernanda Campos de Medeiros

Bióloga mestre em biotecnologia e apaixonada pelas ciências médicas. Apesar da formação também ama ler e escrever sobre temas variados e por isso trabalha há mais de dois anos como redatora.

Deixe um comentário