Melhores Livros de Romances Históricos

Os melhores livros de romances históricos são aqueles que possuem narrativas envolventes e, que possuem um determinado evento ou época como pano de fundo.

Melhores Romances Históricos de 2021

A amiga de Leonardo da VinciA Amiga de Leonardo da VinciConheça a história de uma mulher livre que conviveu com Leonardo28% OFFR$ 39,68 na Amazon
O tatuador de Auschwitz: Baseado na história real de um amor que desafiou os horrores dos campos de concentraçãoO Tatuador de AuschwitzO melhor livro de romance histórico que retrata o horror dos campos de concentração39% OFFR$ 30,30 na Amazon
A viagem de Cilka: Baseado em uma história real de amor, coragem e esperançaA viagem de CilkaA bela história de uma mulher que sofreu nos campos de concentração50% OFFR$ 26,60 na Amazon
Os bebês de AuschwitzOs bebês de Auschwitz A incrível história de mulheres que tentaram proteger os seus bebês durante a guerra20% OFFR$ 39,89 na Amazon
O Menino do Pijama ListradoO Menino do Pijama ListradoA visão de duas crianças inocentes sobre o que foi a guerra22% OFFR$ 35,13 na Amazon
Doutor JivagoDoutor JivagoEntenda a Revolução Russa, as suas consequências e os costumes dessa época33% OFFR$ 66,89 na Amazon
Vidas secasVidas SecasO drama de uma família que foge da seca em busca de uma vida melhor30% OFFR$ 34,70 na Amazon
Guerra e PazGuerra e PazAs consequências diretas do ataque de Napoleão para as famílias russas29% OFFR$ 151,52 na Amazon
O tempo e o vento – Vol 1: O ContinenteO Tempo e o Vento – Vol 1Um romance histórico que tem o Sul do Brasil como principal cenário 38% OFFR$ 43,20 na Amazon
Notre-Dame de ParisNotre-Dame de ParisUma belíssima trama que retrata a Paris da Idade Média21% OFFR$ 64,70 na Amazon

O que caracteriza um livro de romance histórico?

Com essas narrativas mais envolventes, o leitor entra em contato com acontecimentos importantes e características que marcaram a época, como as roupas, os ambientes e os costumes.

Dessa forma, esse tipo de leitura serve tanto como entretenimento quanto como fonte de informação e até de estudos sobre um dado período.

Se você está em busca dos melhores livros de romances históricos, veio ao lugar certo. Veja nesse artigo algumas histórias que merecem ser exploradas.

A história da humanidade é marcada por inúmeras transformações e eventos importantes que incluem guerras, revoluções, conflitos e desastres de diversos tipos.

Veja também os melhores livros sobre guerras!

Alguns desses acontecimentos são tão importantes que inspiram a criação de desenhos animados, séries televisivas e, também, livros de romances históricos.

Essas narrativas são criadas a partir de eventos reais relevantes vividos por pessoas comuns. E é justamente isso que faz dos livros de romances históricos um gênero de sucesso.

O objetivo dos romances históricos é justamente o de usar fatos reais como inspiração e pano de fundo para criar uma história ficcional em torno disso.

Em geral, os acontecimentos, os costumes e o perfil das pessoas da época são preservados. Dessa forma, esse tipo de leitura se torna uma verdadeira viagem no tempo.

Por isso, deixe-se levar pelos romances históricos e sinta-se como se estivesse realmente visitando o passado.

Você vai se sentir tão envolvido pelas histórias que vai se lamentar quando ela chegar ao fim. Mas não se preocupe porque existem muitos livros bons desse gênero e, não vão faltar opções para você criar uma lista de leitura.

Quais são os melhores livros de romance histórico?

Então vamos lá.

Veja a seguir quais são os melhores livros de romances históricos para você ler ainda esse ano.

1. A amiga de Leonardo da Vinci

Conheça a história de uma mulher livre que conviveu com Leonardo

A amiga de Leonardo da Vinci

  • Autor: Antonio Cavanillas de Blas
  • Capa comum: 256 páginas
  • Editora: Editora Contexto; 1ª edição (1 agosto 2018)

Começamos a nossa lista dos melhores livros de romances históricos com uma obra de Antonio Cavanillas de Blas.

A amiga de Leonardo da Vinci é a história fantástica de uma mulher bela e forte, que viveu em uma das épocas históricas mais impressionantes até hoje.

Seu nome era Cecília Gallerani e ela viveu muito próxima de um dos maiores gênios de todos os tempos: Leonardo Da Vinci.

Ela se negou a aceitar um casamento arranjado e se envolveu com o Duque de Milão. A partir disso, ela se aproximou de homens poderosos, como nobres, artistas e reis.

Ela também viveu a incrível história do território italiano naquela época e vivenciou inúmeras disputas de interesse.

Essa é a história de uma mulher que tentou conquistar a própria liberdade durante o Renascimento.

Essa é uma obra incrível, a começar pela capa que carrega a pintura “Dama com Arminho”, em que Leonardo da Vinci retratou a sua amiga.

A obra não ficou tão famosa e, atualmente se encontra em Cracóvia, na Polônia. Mesmo assim, a sua qualidade é impecável, típica de um dos maiores gênios de todos os tempos.

O quadro serviu como fonte de inspiração para que o autor criasse esse livro incrível, envolvente e de leitura fluida e agradável.

2. O tatuador de Auschwitz: Baseado na história real de um amor que desafiou os horrores dos campos de concentração

Livro de romance histórico que retrata o horror dos campos de concentração

O tatuador de Auschwitz: Baseado na história real de um amor que desafiou os horrores dos campos de concentração - 2ª Edição

  • Autora: Heather Morris
  • Capa comum: 240 páginas
  • Editora: Planeta; 2ª edição (22 março 2019)

Esse é um dos melhores livros de romances históricos, que tem como cenário um dos piores campos de concentração da Segunda Guerra Mundial: Auschwitz.

Trata-se de uma incrível história de amor que nem a guerra e nem os horrores que aconteciam dentro dos campos de concentração foram capazes de impedir.

Ao longo das páginas desse livro impressionante, o leitor é transportado para a década de 1940, quando poucas pessoas tinham a coragem de enfrentar o sistema operante na Alemanha nazista.

Lale Sokolov e Gita Fuhrmannova, são dois judeus de nacionalidade eslovaca que se encontraram em uma situação nada confortável durante a Segunda Guerra Mundial.

Lale foi escolhido para ser tatuador dos novos prisioneiros que chegavam sem parar ao campo de concentração.

Ele tinha uma posição relativamente privilegiada e usava isso para auxiliar outros prisioneiros, aceitando bens materiais e dinheiro em troca de alimentos.

Ajudava ainda a direcionar alguns dos prisioneiros para funções administrativas que o livrasse do trabalho braçal exaustivo.

No entanto, a parte mais impressionante e emocionante de toda essa narrativa é que em meio ao caos, dor e sofrimento, Lale e Gita vivem um grande amor.

3. A viagem de Cilka: Baseado em uma história real de amor, coragem e esperança

A bela história de uma mulher que sofreu nos campos de concentração

A viagem de Cilka: Baseado em uma história real de amor, coragem e esperança

  • Autora: Heather Morris
  • Capa comum: 304 páginas
  • Editora: Planeta; 1ª edição (11 abril 2020)

A viagem de Cilka” é um dos mais belos romances históricos, inspirado na realidade vivida pelas mulheres presas em campos de concentração mesmo depois da Segunda Guerra Mundial.

Esse livro é a sequência de “O tatuador de Auschwitz”, lançado após o enorme sucesso do primeiro título.

Essa é uma obra que fala sobre amor e esperança mesmo em tempos difíceis e, mostra toda a força que existe nas mulheres.

Cilka Klein era uma jovem de 16 anos quando chegou a Auschwitz-Birkenau, em 1942. Ela tinha belíssimos cabelos longos, que logo foram notados pelos nazistas. O tatuador de Auschwitz também voltou a sua atenção para a jovem e suas longas madeixas.

Isso a salvou, mas também provocou nela uma onda indescritível de imenso sofrimento e dor. O comandante do campo, Schwarzhuber, tirou a moça de perto das demais mulheres e a submeteu a violências terríveis.

Após a libertação, o exército russo a classifica como colaboradora. Por isso ela é levada para uma terrível prisão soviética na Sibéria. Será que ela consegue encontrar lugar para o amor em meio a tanto sofrimento?

4. Os bebês de Auschwitz

Incrível história de mulheres que tentam proteger seus bebês durante a guerra

Os bebês de Auschwitz

  • Autora: Wendy Holden
  • Capa comum: 366 páginas
  • Editora: Globo Livros; 1ª edição (1 agosto 2015)

O ano era 1944, o fato histórico, a Segunda Guerra Mundial. Priska, Rachel e Hanka são enviadas a Auschwitz prontas para lutarem pelas suas vidas e pelo bem-estar dos bebês que carregavam no ventre.

Nessa obra, a autora Wendy Holden descreve em detalhes a história das três jovens que buscam sobreviver aos horrores do campo de concentração na esperança de um dia conhecerem os seus filhos.

Ela acompanha também o encontro das três crianças que nasceram dentro do campo de extermínio.

Muita pesquisa foi feita para que a história tivesse uma reconstrução histórica perfeita, da vida das jovens antes, durante e depois de Hitler impor restrições aos judeus.

Essas mulheres viveram o medo do avanço dos nazistas e alimentaram as esperanças de que um dia isso chegasse ao fim.

Elas se apaixonaram, se casaram e fizeram planos para o futuro. Lutaram para ficarem com os seus amados, mas os casais foram separados. Assim, cada uma delas passou a ser responsável pela sua vida e pelo seu bebê.

5. O Menino do Pijama Listrado

A visão de duas crianças inocentes sobre o que foi a guerra

O menino do pijama listrado

  • Autor: John Boyne
  • Capa comum: 192 páginas
  • Editora: Seguinte; 1ª edição (11 outubro 2007)

Bruno é um garoto de nove anos de idade que teve que deixar a sua casa maravilhosa em Berlim e se mudou para um local mais afastado onde não tinha nenhum amigo.

Ele só sabe que está aborrecido por perder a sua antiga vida, mas não faz nenhuma ideia sobre o que é o Holocausto, a Guerra e, nem muito menos sobre o envolvimento da sua família nesse terrível conflito.

Tudo o que ele sabe é que da janela do seu quarto ele pode ver uma cerca e centenas de pessoas que usam pijamas. Isso o faz se sentir estranho, mas ele não sabe porquê.

Explorando os arredores da sua casa, ele encontra Shmuel, um menino da sua idade, que mora do outro lado da cerca.

Com o tempo eles criam uma grande amizade e Bruno começa a entender o que o seu pai faz. Essa é uma belíssima história sobre a amizade em tempos difíceis.

Um dos melhores livros de romances históricos que mostra os horrores da guerra do ponto de vista de duas crianças.

O livro inspirou também um filme, que ganhou alguns prêmios. Veja aqui mais curiosidades sobre o menino de pijama listrado.

6. Doutor Jivago

Entenda a Revolução Russa, as suas consequências e os costumes dessa época

Doutor Jivago

  • Autor: Boris Pasternak
  • Capa dura: 616 páginas
  • Editora: Companhia das Letras; 1ª edição (23 novembro 2017)

Esse é um dos livros de romance histórico mais importantes de todo o mundo e foi publicado em 1957. No entanto, o Partido Comunista o censurou e ele só foi liberado novamente em 1987.

Até os dias atuais, esse ainda é o romance mais relevante da Rússia pós-revolucionária. Nele o autor consegue expor a problemática e o drama vivido pelas pessoas durante a Revolução Russa.

A narrativa traz à luz a história incrível do médico e poeta Iúri Andréievitch Jivago, que estava sempre tentando se alinhar com a revolução.

É assim, por meio da visão dele, que o leitor tem acesso aos problemas e transformações que se passaram durante um dos principais eventos que ocorreram no século passado.

E mesmo em um período em que a vida não tinha nada de normal, ainda assim Jivago conseguiu amar Lara.

7. Vidas secas

O drama de uma família que foge da seca em busca de uma vida melhor

Vidas secas

  • Autor: Graciliano Ramos
  • Capa comum: 176 páginas
  • Editora: Record; 150ª edição (4 fevereiro 2019)

Vidas Secas” é um dos melhores livros de romance histórico e pertence ao modernismo na literatura brasileira.

Esse romance regionalista retrata as dificuldades vividas pelo povo brasileiro do sertão nordestino, em uma época em que havia uma promessa de vida melhor em outras regiões.

A seca é cruel e impulsiona constantemente os personagens a buscarem por algo mais, lutando pela sobrevivência e por um futuro mais promissor.

Tudo começou quando Graciliano escreveu um conto intitulado “Baleia”, que mostrava a morte da cadela e o sofrimento de uma família sertaneja.

Com o sucesso, ele foi contratado para escrever mais contos desse tipo. Assim surgiram os demais, sendo um para cada membro do núcleo familiar.

Foi assim que nasceu esse romance tão importante para a literatura nacional, composto por treze capítulos que retratam a vida miserável da família.

Essa é uma história que deve ser explorada devido à sua enorme relevância para a literatura nacional, bem como pela realidade que ela escancara.

Um clássico da literatura brasileira na lista dos melhores livros de romances históricos!

8. Guerra e Paz

As consequências diretas do ataque de Napoleão para as famílias russas

Guerra e paz

  • Autor: Liev Tolstói
  • Capa dura: 1.544 páginas
  • Editora: Companhia das Letras; 1ª edição (21 novembro 2017)

Nessa obra de enorme importância literária, Tolstói mostra os impactos que Napoleão ocasionou a cinco famílias aristocráticas russas entre os anos de 1805 a 1820.

O leitor irá se deparar com os costumes da alta sociedade da época, os bailes promovidos por essas pessoas, cenas de guerra e muitas intrigas.

Em meio a esse cenário e acontecimentos do momento, se destacam quatro personalidades: Nikolai e Natacha Rostóv, do príncipe Andrei Bolkónski e de Pierre Bezukhov.

Por meio da descrição das maiores consequências da invasão de Napoleão em 1812, Tolstói traz à tona uma Rússia grandiosa, mostrando também toda a força do seu povo.

Um clássico entre os livros de romances históricos e que não pode faltar em sua coleção.

9. O tempo e o vento – Vol 1: O Continente

Um romance histórico que tem o Sul do Brasil como principal cenário

O continente - vol. 1

  • Autor: Érico Veríssimo
  • Capa comum: 416 páginas
  • Editora: Companhia das Letras; 1ª edição (30 outubro 2004)

Essa obra de Érico Verissimo é considerada um dos maiores romances históricos da literatura brasileira.

Juntos, os três volumes carregam nada menos que 150 anos da história do Rio Grande do Sul. O autor mostra momentos importantes desde o surgimento do estado e a formação nacional, como forma de compreender os acontecimentos daquela época.

O Estado Novo de Getúlio Vargas, a Segunda Guerra Mundial e o início da Guerra Fria modificaram permanentemente o cenário mundial.

E isso não foi diferente para o Brasil que precisou passar por um momento de descoberta sobre os seus objetivos e busca de um caminho que fosse mais plausível.

Então, é exatamente nesse cenário que o autor consegue inserir a sua visão e opinião sobre os acontecimentos, falando sobre a violência, o amor, paixões e sobre a guerra civil no sul do país.

Essa é uma obra que merece ser explorada, tanto pelo seu conteúdo literário quanto pelo seu valor histórico.

10. Notre-Dame de Paris

Uma belíssima trama que retrata a Paris da Idade Média

Notre-Dame de Paris

  • Autor: Victor Hugo
  • Capa comum: 584 páginas
  • Editora: Estação Liberdade; 1ª edição (28 abril 2012)

Esse é, talvez, o mais conhecido dos livros de romances históricos desta lista.

O Corcunda de Notre Dame” é uma das obras mais relevantes do aclamado escritor Victor Hugo (1802-1885) e, foi publicada pela primeira vez no ano de 1931.

À princípio, de acordo com a descrição do próprio autor, o livro tinha o intuito de estimular a boa conservação da catedral parisiense.

Quasímodo era responsável por soar o sino da igreja diariamente e, com o tempo, o laço entre ele e a própria catedral fez com que eles parecessem ser algo único.

Em meio à trama complexa que retrata a Idade Média, surge Esmeralda, uma bela bailarina que conquista a todos com a sua beleza.

Frolo se apaixona por ela, que mostra estar amando o capitão Febo. Com isso a história traz morte, traição e um desfecho surpreendente.

Uma obra que não pode faltar na estante dos melhores livros de romances históricos.

Conclusão

Os romances históricos são narrativas envolventes, que se baseiam em acontecimentos reais, recebendo um toque de ficção.

Com isso, essas histórias fazem ao mesmo tempo o papel de entretenimento e informação, fornecendo dados valiosos sobre a cultura e os hábitos da época retratada.

Vale muito a pena explorar esse tipo de obra literária. Então, agora que você já sabe quais são os melhores romances históricos, escolha por qual deles deseja começar a leitura.

Sobre o Autor: Fernanda Campos de Medeiros

Bióloga mestre em biotecnologia e apaixonada pelas ciências médicas. Apesar da formação também ama ler e escrever sobre temas variados e por isso trabalha há mais de dois anos como redatora.

Deixe um comentário